.pesquisar

 

.posts recentes

. Vou ali... e já venho!

. Dia da Mãe

. sssssshhh é segredo!

. Há dias assim...

. Preocupação de mãe!!!

. Depois do Natal

. Feliz Natal!

. Ups... Perguntas difíceis...

. Bye, Bye Holidays... and,...

. Temperamento difícil ou.....

.arquivos

. Agosto 2013

. Maio 2013

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

.Obrigado!!!

Free Hit Counter
Free Hit Counter

.Quem esté aí?

online
Segunda-feira, 10 de Setembro de 2012

Temperamento difícil ou.... mau feitio!!!

Era suposto ser um dia de praia como outro normal como tantos outros, assim pensei eu que fosse!

Com mais uma menina lá em casa (a filha de uma amiga que passou o fim de semana conosco), e depois de uma longa passagem de modelos, desfile em frente ao espelho e troca de bikinis, lá se decidiram, Vamos?! Isto de ter teenagers lá em casa tem muito que se lhe diga!

Lá fomos nós, rumo a praia, no meio de gargalhadas e risadas, canções e piadas e, qual delas a mais doida!

A praia estava mesmo como eu gosto, não tinha muita gente, bandeira verde, um sol radiante e o mar com aquelas ondas que quando batem na areia parece que falam... como que se chamassem por nós.

Como sempre gosto de ficar bem pertinho do mar, elas estão sempre na água e se estiver por perto fica mais fácil vigiá-las.

Caminhando em diracção ao mar a procura do nosso espaço  e estender as nossas toalhas e brinquedos, de repente a Margarida para e diz:

-Mãe vamos ficar aqui.

- Não Maguie, vamos mais para a frente.

- Não mãe, eu quero ficar aqui.

- Maguie aí não cabemos, vem para aqui que temos mais espaço.

Isto com a praia inteira a olhar para nós, e ela, que não se dá por vencida, bate o pé e começa a gritar.

- MÃE, VEM PARA AQUI JÁAAAAA. repetitivamente. MÃE VEM PARA AQUI JÁAAAAAAAA... EU QUERO QUE TU VENHAS PARA AQUI. ANDA JÁAAA...

Mas porque é que um pirralho de palmo e meio teria que mandar em mim! e se ela é teimosa ...eu também sou, sempre mantendo a minha calma, sem me  exaltar, porque o que me apetecia era dar-lhe um palmada naquele rabo arrebitado, mas não, mantive-me sempre calma, para quê dar mais espetáculo que o que ela estava a fazer. Acomodei-me no meu espaço, estendemos as toalhas, sentei-me, as teenagers foram para a àgua e ela continuava lá atrás aos gritos:

- MÃE VEM PARA AQUI JÁAAAAAAA

-Maguie vem tu para aqui, anda vamos despir para irmos à agua.

E nada, tudo em vão, ali á volta toda a gente ria, tudo sentado a olhar a espera na espectativa de ver o resultado desta birra, vamos ver quem vai vencer. Até que uma moça que estava ao pé dela meteu conversa:

-Olha, tu não podes ficar aqui, este lugar é meu.

Envergonhada, mas orgulhosa que é, olhou-lhe de lado e com um beicinho de perder a cabeça, veio enrolar-se no meu colo.

E para quê tanta birra? Sem tocar no assunto, ali nos instalamos, ela ainda amuada, pôs os seus óculos de sol, como se estes tapassem aquele beicinho tamanho XL, e foi brincar sózinha para a beira da aàgua como sempre faz.

Claro escusado será dizer, que isto foi tema de conversa a tarde toda de um grupo de raparigas  e rapazes, jovens entre os 20-30 anos, que estava ao nosso lado.

Minha rica Carolina que não era nada assim, tão sossegadinha, ao lado da irmã ela era um anjinho,

Mas a tarde ainda não acabou e as birras também não, do nada, quando já todos tinham esquecido aquele momento triste da chegada ela diz:

-Mãe quero ir a piscina.

-Maguie, estamos na praia, não vamos a piscina.

-MAS EU QUERO, EU QUERO, EU QUERO... aos gritos, e ouve-se uma gargalhada geral a nossa volta, aquele grupo... bem o que eles falaram ssobre isto, uma delas já dizia:

- Amanhã quando chegar ao escritório vou pedir aoumento ao meu chefe, se ele disser que não eu começo a gritar MAS EU QUERO, EU QUERO, EU QUERO...

Não se falou mais na piscina, tão depressa faz uma birra, como logo aseguir vem dar beijinhos ou brincar com a mana, passa-lhe rápido, talvez também por saber que não lhe dou importância, mas é esta a minha maneira de agir como mãe, é assim que penso que será o mais correto, posso estar errada, mas tem dado resultado.

Muitas vezes penso como teria agido outras mães na minha situação, provavelmente algumas teriam feito a vontade a menina, só para não a ouvirem mais gritar, ou por outro lado outras lhe teriam dado um 'tabefe' , a criança ficava a berrar por uns minutos e depois acabava por se calar ( quantas vezes eu vejo isto na rua).

E agora pergunto: estarei eu a agir corretamente? eis a questão


publicado por Célia às 14:12

link do post | comente aqui: | favorito
 O que é? |  O que é? | partilhar

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.Eu...

No dia dia tento conciliar o trabalho o papel de mulher, esposa, dona de casa, mãe de 2 filhas (com 10 anos de diferença uma da outra) e que me dá um prazer enorme presenciar momentos fantásticos tão... únicos... enfim não tenho palavras para descrevê-los. Por isso criei este blog, onde posso partilhar e expressar esses momentos e, juntando o fascinio pela fotografia, o gosto pela escrita, o orgulho que tenho nas minhas filhas e a sorte que tenho em ter ao meu lado um homem que se preocupa em fazer-nos Feliz!!! Amo a minha família! E tudo de belo que a vida nos dá!
blogs SAPO

.subscrever feeds